quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Amadores e estrelas

E naquela noite mais uma vez um anjo travesso rasgou o céu, deixando as estrelas vazarem trasbordando a imensidão com suas luzes. E aqueles dois amantes se amaram, sim é verdade eram amadores nas coisas de amar, mas se amaram simplesmente porque se amavam. E depois de muito enroscarem suas pernas umas nas outras ela indagou:
-Qual o tamanho do seu amor por mim? Esperou a resposta. E ele respondeu olhando para o céu:
-É do tamanho desse infinito céu que nos cobre essa noite.
Ele pausou e respirou fundo enquanto uma lágrima escorreu pelo rosto dela. O jovem amante limpou a lágrima que fugira e completou:
-Só que eu só vou te dar uma estrela em cada noite.

................................................................................
Só porque alguém não entende que “amar se aprende amando” e não “de repente não mais eu de repente”.

PS tava sem saco pra procurar imagem, mas imaginem oras!

5 comentários:

mais amor, por favor. disse...

adorei!

EuAcaH disse...

muito lindo!!

enganto a imagem !!esta gravada da minha mente!!!como uma foto Q não se desfaz nunca!!

bjOos...;D

Mariposa disse...

adorei o texto
sempre um bom texto
beijos

Isllane Letícia disse...

O desfeche do conto não poderia ter sido mais propício que isso. Adorei o que escreveu, e como escreve!
Lindo demais o desfeche, parabéns. Obrigada por seguir meu blog [ desejosonhoefantasia.blogspot.com ], vou te seguir, tudo bem?
:*

Mariana Frazão disse...

Amei o texto Rafa, mas infelizmente não sou assim, não consigo construir amor aos poucos, spo consigo fazê-lo crescer com o tempo, mas amar pra mim é de cara, ou ama ou não ama. Mas deve ser uma experiencia maravilhosa "ir se apaixonando".
Beijo :*