segunda-feira, 29 de março de 2010

Caixa de Pandora

Todo esse ódio contido que me estremece por dentro
Essa raiva dolorida, essa voz que quer gritar, mas vive calada. Desesperante.
Todo esse amor explosivo esse Big bang que tenho pra dar
Compactado e incapacitado por medo
Conheci as garotas mais dignas de todo esse Amor e fui incapaz de dá-lo a qualquer uma delas, hoje pago essa dívida.
Toda essa loucura essa selvageria essa sede de sangue e violência
Toda essa sanidade e pureza que me fazem querer pregar a paz e o amor
Ah! Os sonhos tão doces e delirantes com mulheres nuas, um bom som e um café pra quem sabe, eu não acordar
Oh! Os pesadelos tão masoquistas e reveladores, dos meus medos, segredos que ainda nem descobri e de minhas verdades inconvenientes.
E as alegrias que se tornam tão pequenas escondidas em um sorriso miúdo tímido “esse cara metido”, “esse cara é mala”, “esse cara não tem coração” é o que dizem. Mal me conhecem.
As tristezas estas que considero eternas amigas, pois já estão cravadas em mim desde que, me cortaram o cordão umbilical, porém não transparecem, porque entro numa cabine telefônica e o cara de sorriso tímido se torna o Super Desinibido. Só às vezes. Só às vezes.
E quando me bate esta paz de espírito fico tão suave parece até que o mundo é bom. Só que tenho também meus conflitos internos. Como sempre disse, por muitas vezes tentei despertar os anjos dentro de mim, mas meus demônios nunca adormecem.
É quando escrevo que a poesia me revela e raramente a revelo, que diferença faz se nem eu me conheço de verdade.
Às vezes queria ser como a maioria das pessoas de todo o Mundo, viver acomodado pensando apenas em mim, não sou assim, quer saber? Tanto me faz. Sempre fui eu contra o mundo mesmo.
Esse altruísmo cego que se não mata me deixa por um triz. Maldito egoísmo que tenho com meu próprio ser.
Não sei até quando vou mostrar pras pessoas os defeitos delas cautelosamente pra que possam ser melhores se no fundo só quero ser o dedo a cutucar suas feridas mostrando os quão repugnantes elas são.
Tenho lá minha fé em Deus, não posso ser hipócrita, e sei que Ele é imperfeito, pois sou sua imagem e semelhança e não, eu não sou perfeito. Se Ele fosse teria nos feito bem melhor, não?
Não sou feliz.
Não sou triste.
Aquela garota, aquela, a bailarina disse há um tempo: “sua alegria é perturbada”.
“Alegria perturbada”? Acho que sou o cara mais feliz do mundo, apenas não descobri isso ainda. Um palhaço tristonho de um futuro grande circo imaginário.
Com todas essas energias eu poderia explodir ou poderia murchar.
Contudo sigo com esse equilíbrio guardado dentro de uma caixa, trancada em meu rosto fechado e guardada dentro do meu peito trancado.
..............................................................................................
Memento Mori

quinta-feira, 18 de março de 2010

como capturar porcos selvagens?


"Você captura porcos selvagens encontrando um lugar adequado na floresta e colocando algum milho no chão. Os porcos vêm todos os dias comer o milho gratuito. Quando eles se acostumam a vir todos os dias, você coloca uma cerca mas só em um lado do lugar em que eles se acostumaram a vir. Quando eles se acostumam com a cerca, ele voltam a comer o milho e você coloca um outro lado da cerca. Mais uma vez eles se acostumam e voltam a comer. Você continua desse jeito até colocar os quatro lados da cerca em volta deles com uma porta no último lado. Os porcos que já se acostumaram ao milho fácil e às cercas começam a vir sozinhos pela entrada. Você então fecha a porteira e captura o grupo todo.” “Assim, rapidamente, os porcos perdem sua liberdade. Eles ficam correndo e dando voltas dentro da cerca, mas já foram pegos. Logo, voltam a comer o milho fácil e gratuito. Eles ficaram tão acostumados a ele que esqueceram como caçar na floresta por si próprios, e por isso aceitam a servidão.”

Autor Desconhecido


foto:almanaqueestacao.com.br

.........................................................................................................

Oi pessoal to sumido sempre sim, mas ta ai parte de um texto pra se refletir. Postei só essa parte, porque pra bom entendedor meia palavra basta. E também não tem nada a ver com o palmeiras não viu.