quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

Eu nunca acreditei no Papai Noel


Papai Noel Velho Batuta
Garotos Podres

Papai Noel velho batuta
Rejeita os miseráveis
Eu quero matá-lo!
Aquele porco capitalista

Presenteia os ricos
E cospe nos pobres
Presenteia os ricos
E cospe nos pobres

Papai Noel velho batuta
Rejeita os miseráveis
Eu quero matá-lo!
Aquele porco capitalista

Presenteia os ricos
E cospe nos pobres
Presenteia os ricos
E cospe nos pobres

Pobres, pobres...
Mas nós vamos seqüestrá-lo
E vamos matá-lo!

Por que?
Aqui não existe natal!
Aqui não existe natal!
Aqui não existe natal!
Aqui não existe natal!

Por que?
Papai Noel velho batuta
Rejeita os miseráveis
Eu quero matá-lo!
Aquele porco capitalista

Presenteia os ricos
E cospe nos pobres
Presenteia os ricos
E cospe nos pobres

................................................................................
Bom gente é isso Feliz Natal

4 comentários:

JASMINE TIGER disse...

NOSSA!!! EU Acredito no papai noel rsrs
feliz natal

Mariana Frazão disse...

Nossa Rafa ameei!!!Excelente crítica, poema maravilhoso, como sempre. beijoo e feliz natal :*

Cecília Tavares disse...

O capitalismo justifica muitas coisas..o velho noel é um sobrevivente dele...
Embora que o sonho infantil que esse cara ai pintado de vermelho e branco provoque...seja em certos momentos,bom...

Beijos.

Satiko disse...

Passandoo....:DD
E quem escapa do capitalismo?? ;/ Otimo poemaa'
bjo
Ass:*Garota.com