quarta-feira, 14 de outubro de 2009

O sabor do orgulho


Estragamos tudo por um orgulho ridículo
Até as coisas mais belas
Até o desejo mais intenso
Até as coisas sinceras

Criamos o mais tolo preconceito
Pra defendermos orgulhosamente
Os fortes alicerces de um conceito

Sufocando nosso querer altruísta
Esse orgulho ridículo deixa-nos egoístas
O orgulho é como uma armadura de diamantes
Que nos impede de ser de noite ou de dia amantes

Estragamos tudo por um orgulho ridículo
Julgamos
Criamos um preconceito
Tiramos um direito
Inventamos um defeito

Ele deixa-nos inutilmente arrogantes
A ponto de acabar com um olhar tão perseverante
Orgulhosos, damos um nó na fé de qualquer um
Acabamos com algum suspiro de esperança, com algum

Por orgulho a gente põe numa pessoa um defeito
Por exemplo, falta de atitude em quem apenas sofre de timidez
Tiramos assim dela um direito
E contra um sentimento tão triste que é a timidez agimos com tamanha rigidez

Estragamos tudo por um orgulho ridículo
Deixamos de sermos nós mesmos
Acabamos antes de começar com um amor
Fingimos erroneamente ser fortes e não sentir dor

O orgulho faz resplandecer pra fora
O que não somos por dentro
É inventar uma história, um alguém, alguma coisa
Pra negar a fraqueza de um momento
O orgulho é vaidade que esconde a verdade
E por uma bobeira
Não permite que voltemos atrás
Do que nos satisfaz

O orgulho não lhe permite perdoar ninguém
Mesmo que você seja esse ninguém

O orgulho sai de você para uma pessoa
E magoa
E volta da pessoa a você pra que possa aprender
E sentir o gosto amargo do dissabor que é
Se arrepender


Não crie um préconceito antes de conhecer alguém. Descubra o que pessoa - é- e não invente, com certeza aquela pessoa é bem melhor e diferente do que você acredita.
Não crie um conceito tão forte que possa escravizar, endurecer ou cegar você.
Não seja orgulhoso sinta e demonstre um sentimento, perdoe , peça perdão, saiba que nem sempre estará certo (sim as vezes isso é insuportável), saiba que ceder às vezes não significa fraqueza ou talvez signifique, mas sentir-se fraco não significa que não seja forte, pois muitas vezes a força e o amadurecimento vêm da dor, da derrota ou da fraqueza. Não vale de nada bater no peito se escondendo atrás de uma armadura, pois a nobreza está em lutar. E renunciar uma vitoria também pode trazer proveito a si mesmo, porque no fim é melhor perder a “luta” do que a “vida”.
Não deixe o orgulho tomar conta de você, ele é um medo duplicado e traz conseqüências piores que o medo simples.
Não deixe o orgulho tomar conta de você, ele é um egoísmo duplicado e traz conseqüências piores que o egoísmo simples.
Não deixe com que o orgulho faça você se arrepender de algo do qual não precisou ser.

2 comentários:

Mariposa Louca disse...

e mesmo que digam
que tudo isto eh escroto e tudo mais
sempre somos orgulhosos
e temos este maldito orgulho
mesmo nao querendo
eh algo que mora, junto com o maldito ego

ahhuaahuauhahua
adorei o texto

beijos
ve se aparece
vc someee!

Mariana Frazão disse...

adorei o texto :)